sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Até onde você vai?


Ester 7.3-4
3. Então a rainha Ester respondeu: “Se posso contar com o favor do rei, e se isto lhe agrada, poupe a minha vida e a vida do meu povo; este é o meu pedido e o meu desejo.
4. Pois eu e meu povo fomos vendidos para destruição, morte e aniquilação. Se apenas tivéssemos sido vendidos como escravos e escravas, eu teria ficado em silêncio, porque nenhuma aflição como essa justificaria perturbar o rei”.


O rei Xerxes (ou Assuero) da Pérsia tinha uma nova rainha, Ester. Ela não revelou ao rei mas ela pertencia ao povo israelita, logo não era da mesma nação que o rei. Quando um dos líderes do rei decide armar um plano para que todo o povo de Ester seja eliminado, ela e seu amigo Mardoqueu ( ou Mordecai) ficam extremamente preocupados. Ester decide ir até a presença do rei, o que era proibido, exceto se fosse chamada, para interceder pelo seu povo. Mardoqueu e o resto do povo ficou orando e jejuando para que o plano desse certo.
No final das contas, Ester levou adiante seu plano e o rei concedeu o pedido que eles tanto desejavam e assim Israel conseguiu não só se defender, mas também destruir os inimigos que buscavam sua morte.
Ninguém conseguia resistir-lhes, porque todos os povos estavam com medo deles.
Várias coisas levaram a essa vitória:
  1. A vontade de Deus: eles eram o povo escolhido de Deus e o inimigo não poderia destruí-los. Eles buscaram a vitória em Deus, na oração e na batalha.
  2. A sabedoria: Ester sabia que teria que pedir misericórdia ao rei, e fez isso aos poucos, para que quando ela pedisse, o sim já estivesse garantido. Claro, isso só ocorreu porque Deus estava por trás de tudo e pela sabedoria da rainha Ester.
  3. A coragem para ir além do esperado: Ela poderia abandonar seu povo, já que ela já era rainha, mas ela não abandonou suas raízes. Ela mostrou que, mesmo que custasse a sua vida, ela não desistiria, ela faria a vontade de Deus e salvaria seu povo.
Muitas vezes nós temos nos esforçado pouco para fazer coisas que precisamos fazer, mas achamos chatas ou inconvenientes. Mesmo sabendo que podia custar sua vida, Ester levou adiante a vontade de Deus. Ela estava confortável em sua situação, mas não podia ficar em paz sem fazer nada sabendo que ela podia salvar aquelas vidas.
Jesus fez o mesmo também ao fazer a vontade de Deus, mesmo que isso custasse sua vida.
Qual é o seu limite? Qual seria a situação em que você largaria de Deus e seguiria com sua vida? Ester nos mostrou que para os servos de Deus, não existe esse limite. Não houve fim para o amor de Cristo por nós. Da mesma maneira, devemos fazer sua obra com dedicação sem limites, não importa os desafios que se coloquem em nossa frente.
Peça a Deus a força para enfrentar os desafios. Com Ele não podemos ser vencidos. 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Devemos evangelizar as crianças


Alguns se perguntam por que devemos evangelizar as crianças. Se atentarmos às palavras de Jesus, o questionamento mais justo seria “Por que não?”

Mateus 19.13-15
Depois trouxeram crianças a Jesus, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Mas os discípulos os repreendiam.
Então disse Jesus: "Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas".
Depois de lhes impor as mãos, partiu dali.
Vemos que Jesus estava seguindo seu rumo, indo de cidade em cidade ensinando e curando. Em um desses lugares, crianças foram trazidas para que Jesus orasse por elas. Os discípulos tentam impedir que as crianças cheguem até Jesus. Por que será? Talvez porque o ministério de Jesus era muito importante, o tempo que Ele ficava em cada lugar era limitado. Pessoas tentavam tocar em Jesus e Ele sempre tinha uma multidão que o seguia (Mateus 19.2 mostra isso). Talvez por serem crianças, talvez por achar que elas não levariam Jesus a sério como os adultos, os discípulos tentaram impedi-las. Jesus os repreende dizendo que não devem impedir as crianças de virem até Ele, completando ainda dizendo que o reino é das crianças e aqueles que são como elas.
Por que não deveríamos deixar as crianças virem até Jesus?

*vivemos num mundo perigoso e as crianças também
Por mais que os pais tentem proteger as crianças, não existe fuga desse mundo em que vivemos. O filho vai experimentar alegrias e tristezas, expectativas e decepções. Não tem como fugir disso. Por mais que os pais queiram que o filho tenha uma criação perfeita e não passe por nada de ruim, isso é impossível. As vezes queremos tanto proteger as crianças dos males do mundo que acabamos “protegendo” eles do bem também. Impedir as crianças de virem a Jesus é garantir que ela só vai experimentar o lado ruim da vida.

*vivemos num mundo perverso e as crianças também
Quer ver o quanto o mundo é ruim? Ligue a televisão. Casos de violências dos mais diversos tipos com pessoas de idades diferentes. Nada mais é respeitado. Se você é mulher, o mundo pode ser um lugar ainda mais perigoso. Quantas vezes eu, que sou homem, não me senti com medo por andar em certos lugares ou certos horários. Quando se é mulher é ainda mais complicado e difícil. As mulheres lutam há séculos por igualdade no trabalho e na sociedade como um todo, mas ainda estamos muito longe disso. Quantos casos de abusos contra mulheres acontecem em nosso país todo dia? A prostituição infantil é uma realidade terrível e ouvimos casos de brasileiros e estrangeiros que movem esse mercado.
Num mundo tão terrível é normal querermos que as crianças estejam protegidas disso, porém não é mais realista prepararmos as crianças ao invés de querer tampar os seus olhos? O que é melhor? Que as crianças saibam que esse mal existe e se preparar para se afastar disso ou que ela viva de olhos fechados para essa realidade? Sabemos que não há como protegê-los para sempre, então de que adianta fechar os seus olhos para que um dia o mundo os abra violentamente?
É melhor conversar sobre drogas com os filhos em casa do que ver ele descobrir na escola sobre elas. É melhor explicar sobre sexo em casa aos filhos do que vê-los aprender sobre isso com os amigos. Pelo mesmo motivo é importante que as crianças não apenas tenham acesso ao ensino da Palavra de Deus, mas seja incentivado e ensinado sobre isso, em casa em família e na igreja em comunhão. Melhor ainda, pois na igreja a criança cria laços de amizade com outras crianças que também estão aprendendo sobre a Palavra. Ela cresce junto de outras crianças que, como ela, estão crescendo e aprendendo sobre tudo aquilo que Deus espera de nós.

*o diabo não espera a criança ser maior de idade
Você realmente acha que o diabo, o inimigo de nossas almas, aquele que quer nos ver morrer e ser destruídos, tem algum respeito por nossos filhos? A cada dia vemos os males do mundo alcançar as crianças mais cedo.
Outro dia eu estava passeando no parque e várias crianças estavam brincando. Perto delas tinham alguns jovens usando drogas. Nas escolas, as drogas e as bebidas são uma realidade e não um medo infundado. Na minha escola não se falava abertamente sobre drogas, mas eu sabia que os alunos bebiam pelas histórias das festinhas. Menores de idade em festas, bebendo, se drogando e fazendo sexo não parece mais tão chocante quanto era ultimamente. Isso porque já é algo tão comum que já vemos em toda parte. Filmes, novelas, na tv. O estranho seria demonstrar adolescentes que não fazem nada disso.

2 Timóteo 3.16-17
Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça,
para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.

Somos bombardeados pelas ideologias de uma era onde não existe mais certo ou errado, mas cada um faz o que quer e ninguém quer prestar contas a ninguém. A Palavra de Deus nos ensina que existe certo e errado e que é muito importante que conheçamos a Palavra para conhecermos o bem e o mal.
João 6.67-68
Jesus perguntou aos Doze: "Vocês também não querem ir? "
Simão Pedro lhe respondeu: "Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna.


O mundo jaz no maligno e se não ensinarmos nossas crianças sobre o caminho de Deus, só existe outro caminho que ele vai aprender: o do mundo. Se não deixarmos as crianças virem a Jesus a quem elas irão? Somente Jesus tem as palavras de vida eterna. Somente em Jesus existe a salvação. Você quer que seus filhos sejam salvos? Então devemos levar eles a Jesus. É trabalho da igreja ajudar a todos a chegarem a Cristo, não importa se for jovem, velho ou criança.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Tenha fé!


1 Samuel 1:9-11
Certa vez quando terminou de comer e beber em Siló, estando o sacerdote Eli sentado numa cadeira junto à entrada do santuário do Senhor, Ana se levantou
e, com a alma amargurada, chorou muito e orou ao Senhor.
E fez um voto, dizendo: "Ó Senhor dos Exércitos, se tu deres atenção à humilhação de tua serva, te lembrares de mim e não te esqueceres de tua serva, mas lhe deres um filho, então eu o dedicarei ao Senhor por todos os dias de sua vida, e o seu cabelo e a sua barba nunca serão cortados".

1 Samuel 1:20
Assim Ana engravidou e, no devido tempo, deu à luz um filho. E deu-lhe o nome de Samuel, dizendo: "Eu o pedi ao Senhor".
Existia um homem chamado Elcana. Ele tinha duas mulheres: Ana e Penina. Penina tinha filhos e provocava Ana, pois ela não podia ter filhos. Ana tinha um sonho. Ela queria ser mãe. Era algo que ela queria e sonhava com isso. Ela esperava que Deus realizasse seu sonho.
Quando queremos algo e pedimos a Deus podemos ter vários tipos de resposta. Pode ser que Deus realize nosso pedido e recebamos um sim. Pode ser que Deus diga não, o que não é algo que gostamos de ouvir.
Quando eu era jovem uma das minhas bandas favoritas (U2) ia fazer um show na minha cidade. Fiquei muito empolgado mas logo minha mãe me falou que eu não poderia ir, afinal de contas não tinha ninguém para ir comigo, e sozinho é que eu não podia ir. Fiquei chateado de ouvir um “não”, mas logo segui em frente. Comprei um dvd da banda para mim como prêmio de consolação. No final das contas foi melhor, pois os ingressos esgotaram em minutos e até alguns que dormiram na fila ficaram sem.

Nessa situação eu queria ouvir o sim, mas o que veio foi o não. O não é desagradável, mas ainda não é o pior. O problema é esperar. Esperar é o mais difícil.
Todos temos sonhos. Ter uma casa, um carro, um emprego, encontrar um par romântico. Quando recebemos um sim, tudo certo. Quando recebemos um não, é ruim, mas uma hora aprendemos e seguimos em frente. O difícil é esperar. É tão complicado esperar que muitas pessoas tomam a decisão errada apenas por não ter paciência de esperar, assim como um motorista que acelera no farol amarelo porque não quer esperar alguns segundos. Quem nunca ouviu aquele ditado que algumas pessoas dizem que “enquanto não encontram a ‘pessoa certa’ vão se divertir com as erradas? Isso é o exemplo típico de pessoas que erraram por ser impulsivo e não saber esperar.

⇒ Não tente atalhos. Espere no Senhor.
Gênesis 15:2-5
Mas Abrão perguntou: "Ó Soberano Senhor, que me darás, se continuo sem filhos e o herdeiro do que possuo é Eliézer de Damasco? "
E acrescentou: "Tu não me deste filho algum! Um servo da minha casa será o meu herdeiro! "
Então o Senhor deu-lhe a seguinte resposta: "Seu herdeiro não será esse. Um filho gerado por você mesmo será o seu herdeiro".
Levando-o para fora da tenda, disse-lhe: "Olhe para o céu e conte as estrelas, se é que pode contá-las". E prosseguiu: "Assim será a sua descendência".

Abraão tinha uma promessa de Deus de ser pai de uma grande descendência. Porém, como podemos ver, ele questionava Deus do porquê daquilo não ter acontecido. Deus tinha feito uma promessa, mas ele queria saber quando é que ela ia se cumprir. Um dia a paciência de Abraão e Sara acabou e eles decidiram tomar um atalho.

Gênesis 16:1,2
Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dera nenhum filho. Como tinha uma serva egípcia, chamada Hagar,
disse a Abrão: "Já que o Senhor me impediu de ter filhos, possua a minha serva; talvez eu possa formar família por meio dela". Abrão atendeu à proposta de Sarai.

É claro que isso gerou vários problemas, pois em vez de esperar o tempo de Deus eles decidiram “dar um jeitinho”. Vivemos numa época repleta disso. Quando queremos algo e não podemos ter, queremos dar um jeito. Todo mundo quer que se abra uma exceção, só para ele. O povo brasileiro tem PHD em passar a perna e enganação. Esse foi o caso aqui também. Abraão teve um filho com Hagar e, mais tarde, quando a promessa de Deus se cumpriu e Abraão conseguiu ter um filho com Sara, começou uma competição, pois Sara não queria mais que Hagar e seu filho ficassem na casa. Se eles tivessem seguido o plano de Deus, tido fé e paciência, tudo seria diferente.

⇒: Tenha fé em Deus.

Hebreus 11:6
Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.

No primeiro texto que lemos vimos a história de Ana. Ela decidiu ter fé. Ela queria ter filho, mas não tomou uma atitude drástica ou irracional para conseguir isso. Ela não pegou uma criança na rua, não roubou o filho de alguém. Ela cria em Deus e, como diz o versículo, foi recompensada. Quando colocamos nossa fé em Deus O estamos adorando. Estamos confiando que Ele pode e vai fazer. Pode ser que assim como Ana, seu sonho é ter um filho. Mas não pense que você vai ter e ponto final. Tem pessoas que pensam: se eu não conseguir, vou adotar, e se isso não der certo vou fazer de outro jeito, e de outro… Pare por um segundo e confie em Deus! Talvez o que Deus tem para você não é ter um filho! Talvez seja. Talvez seu sonho não não seja esse, mas não importa se ele é um sonho grande ou pequeno. Seus sonhos são importantes para Deus. Ele te conhece e te ama.  O que é importante não é queremos “forçar” Deus a realizar nossos desejos, mas sim entregar nossos sonhos nas mãos de Deus e crer que Ele pode realizá-los. Lembre-se, Deus não é obrigado a realizar tudo o que queremos, mas se for para que nossos sonhos se concretizem, temos que ter fé. Uma fé inabalável de que Deus pode fazer em nossas vidas aquilo que nós não podemos.

Juízes 7:2,3
E o Senhor disse a Gideão: "Você tem gente demais, para eu entregar Midiã nas suas mãos. A fim de que Israel não se orgulhe contra mim, dizendo que a sua própria força o libertou,
anuncie, pois, ao povo que todo aquele que estiver tremendo de medo poderá ir embora do monte Gileade". Então vinte e dois mil homens partiram, e ficaram apenas dez mil.

Em algumas situações pode ser que o cinto aperte, as coisas se compliquem e tudo pareça difícil. Talvez Deus está permitindo isso tudo porque é na luta que mais buscamos forças no Senhor. Nesses versos Gideão está indo a batalha, mas a vitória não é dele. É de Deus. Por isso vários soldados tiveram que ir embora até que tão poucos ficassem que todos teriam certeza que eles venceram APENAS por Deus.

⇒ Deus tem o melhor para nós, mesmo se não for o que nós pensamos que é o melhor.

Daniel 3:17,18
Se formos atirados na fornalha em chamas, o Deus a quem prestamos culto pode livrar-nos, e ele nos livrará das suas mãos, ó rei.
Mas, se ele não nos livrar, saiba, ó rei, que não prestaremos culto aos seus deuses nem adoraremos a imagem de ouro que mandaste erguer".

Aqui vemos Ananias, Misael e Azarias, três jovens servos de Deus que estavam diante de um imperador. Eles se recusavam a adorá-lo, porque somente Deus deve ser adorado. A punição foi ser jogado numa fornalha em chamas. Antes de ser jogados, eles deixaram bem claro para o rei de que Deus podia livrar a vida deles dessa morte terrível, mas que o rei soubesse que, mesmo se eles morressem, o Senhor ainda é o único Deus.
Que fé é essa? Que crença é essa que diz: mesmo que Deus não realize meus pedidos, Ele ainda tem razão? É a fé de alguém que conhece a Deus. É a fé de alguém que sabe que Deus tem planos para nós, planos de bem e que Deus ouve nossas orações (Jeremias 29.11-12). Precisamos parar de crer em Deus só quando tudo vai bem. Nossa fé em Deus não deve variar com o humor ou com o número da minha conta corrente. Nossa fé em Deus deve ser inabalável.
Temos que confiar no plano de Deus. Deus sempre tem o melhor para nós.

++++++++++++++++++++++++
Quando não soubermos o que fazer temos que nos guiar em Deus e crer que Ele tem o melhor para nós. E quando Ele nos der a direção, temos que aprender a confiar Nele e esperar.
Nos momentos bons e ruins, creia em Deus. Assim como Ana, entregue seus sonhos nas mãos do Senhor com fé de que Ele pode realizá-los. Faça isso sabendo que, mesmo que Ele não realize seus sonhos, Ele faz isso porque Ele tem algo melhor para você. Confie em Deus. Tenha fé.



terça-feira, 13 de junho de 2017

Fuja da idolatria

Josué 22:16
"Assim diz toda a comunidade do Senhor: ‘Como foi que vocês cometeram essa infidelidade para com o Deus de Israel? Como foi que se afastaram do Senhor, construindo um altar para vocês, rebelando-se assim contra ele?

O povo de Israel quando conquistou a terra prometida acabou se separando em duas partes. A tribo de Rúben, Gade e metade de Manassés ficaram do outro lado do rio Jordão, enquanto o resto de Israel ficava do outro lado. Essas tribos prometeram que ajudariam a conquistar a terra prometida junto com todo Israel mas depois voltaria e se estabeleceria ali, do outro lado do rio. Eles ainda seriam a mesma nação, apenas com um rio passando no meio. Um dia essas tribos do outro lado do rio fizeram um altar e isso quase levou que as outras tribos de Israel entrassem em guerra contra eles.
O povo de Israel sempre soube que não devia adorar a outros deuses, nem estátuas, nem imagens, nada além de Deus. Por toda a Bíblia é transmitida a mensagem de que nada e ninguém deve ser adorado além de Deus. Nem cantores, nem estátuas, nem pessoas vivas ou mortas. Nada deve ser adorado, reverenciado, idolatrado. Nada deve ser digno de louvor e honra a não ser o Senhor. Na Bíblia vemos que as vezes anjos viam trazer mensagens de Deus e as pessoas se colocavam em posição de adoração. Imediatamente o anjo os repreendia, dizendo que somente Deus deve ser adorado. A Bíblia expressa que através de Jesus temos acesso ao Pai. Não precisamos de outro intermediário além de Jesus Cristo. Nem santos, nem estátuas, nem amuletos. Temos acesso ao Pai.
O povo de Israel tinha tanta consciência de que não se deve adorar a mais ninguém que foram tirar satisfações com as tribos que fizeram o altar. Depois os dois lados de Israel se entenderam e viram que aquele altar era apenas um símbolo que mostrava que, mesmo estando separados por um rio, eles eram uma só nação, adorando a um só Deus.
Israel já tinha sofrido muito por causa da idolatria e sabiam mais do que ninguém que somente Deus é digno de nossa adoração. Que isso seja verdade na sua vida e somente Deus tenha o primeiro lugar e seja o alvo de sua dedicação e adoração.